terça-feira, 25 de agosto, 2020

Houve algo de que me esqueci de referir ontem quanto abordei o tema da carneirada e do newspeak. Um termo que vem sendo usado despudoradamente com mera função desculpabilizante é o clássico "descontextualizado". A ministra disse que se marimbou para os relatórios, borrifando-se para a situação dos lares? A afirmação foi "descontextualizada". E de forma "grave", porque aparentemente pode descontextualizar-se só um bocadinho ou de forma inócua. O primeiro ministro chamou cobardes aos médicos? O insulto foi "descontextualizado".

Eles é que estão fora do contexto (do que se passa e do que deveria ser feito), e nós é que o permitimos, a cada dia que passa sem uma palavra ou gesto de revolta.

(adenda: afinal nem  foi preciso muito spin, foi mesmo na base da filha da putice descarada... e, se alguém me criticar, foi tudo um mal entendido, claro)


More from ego