Fim

Há qualquer coisa na sociedade que nos impele a lutar sempre por um relacionamento, mesmo quando as coisas já não estão a correr bem.

Não devia ser assim. Uma relação pela qual temos forçosamente que lutar provavelmente já não merece ser salva. Lutar não é a palavra certa.

Para uma relação resultar temos basicamente que investir em duas coisas, compromisso e comunicação. Se em algum momento temos que lutar para manter alguma pessoa na nossa vida, muito provavelmente mais vale deixá-la ir. Não vale o esforço. Desta forma estamos-nos a libertar e a permitir que se encontre alguém que de facto invista em nós e num futuro a dois. Por exemplo, quando numa relação um dos elementos do casal trai, a outra metade é encorajada a lutar e a não desistir. Dizem-nos que a traição pode ser um sinal de algo maior, que até pode ser algo que o casal possa trabalhar e lutar juntos... Mas nem sempre. Na maior parte das vezes a pessoa que trai simplesmente atira-nos para cima problemas que não podemos resolver. Não nos podemos tornar mais bonitos, inteligentes e emocionalmente mais disponíveis. A outra pessoa tem que amar aquilo que tem à frente, não uma versão futura daquilo que podemos vir a ser se mudarmos....

A vida real não é um filme, e há muita gente que através dos seus atos se torna num caso perdido, sem recuperação...

Por algum motivo relações não saudáveis esticam-se mais do que deviam, durante meses/anos... Simplesmente lutamos pelo facto de estarmos metidos na relação. Lutamos sem perguntar porquê. Isso ou esperamos que alguém lute por nós. Porque é que essa pessoa o faria?

Toca a parar de lutar. A palavra é investir. Se a pessoa com quem partilhamos a vida não o faz, então adeus.


You'll only receive email when they publish something new.

More from Pedro Nunes