Marcílio Nascimento

@marciliocn

Educador Financeiro e empreendedor. Acredito que liberdade financeira começa com educação financeira. Starting #100Days writing challenge...see you in the future ;)

2,236 words

marcilionascimento.com Guestbook
You'll only receive email when Marcílio Nascimento publishes a new post

Dia 12: Será que precisamos de Previdência?

Há um tempo penso sobre o caso da nossa previdência social.

Vejo isso mais como uma grande conta que todos nós temos que pagar, mas sem grandes ganhos futuros.

O sistema de previdência social (aquela que é paga pelo governo) está quebrado no mundo inteiro. A conta não fecha. É um sistema imoral porque um governo que compactua com o que temos hoje, automaticamente joga o problema de grandes gastos para as gerações futuras. E esse é o ponto. Estamos comprados nesse problema a muitos anos. Agora do tamanho de 1 trilhão de reais.

No mundo de hoje, muito menos pessoas colaboram pra pagar esta grande conta. E a tendência é piorar.

Mas o conceito mais errado nisso tudo é que somos obrigados a entrar nesse sistema, mesmo sem querer.

A grande reforma da previdência vai vir quando ela for opcional (apesar de acreditar que ninguém é melhor qualificado em administrar meu dinheiro do que eu é isso deveria ser uma regra pra todas as pessoas). Coletar o dinheiro das pessoas de forma forçada não fará desse sistema melhor.

Esse assunto dá pano pra manga.

Continuo em outras postagens.

Dia 11: A economia de um país não é sua

Em 2015 eu tive contato com esse conceito de finanças pessoais. Foi libertador porque pra muitas pessoas (e pra mim em alguns momentos) a culpa da situação econômica delas é facilmente terceirizada para o país que ela vive e como ele está naquele momento (geralmente em uma situação ruim).

Depois desse fato e de poder conectar alguns conceitos econômicos que havia estudado, muitas coisas fizeram sentido e reforçaram algumas que já sabia.

Principalmente quando o assunto é a tal da distribuição de renda que os governos tanto pregam e o tempo que essa renda demora pra chegar na mão dos mais pobres.

Por isso sempre tenha com você e repasse isso para as pessoas próximas para não dependerem dessas conversas sobre a economia de um país ou mundial. Nosso país está cheio de problemas. Isso é uma grande oportunidade pra alguém criar um produto ou serviço pra resolver esse problema e assim construir riqueza e agregar valor pra nossa sociedade. Desta forma todos ganham.

Dia 10: Off por um dia

Hoje foi um dia off das notícias do mundo...

Ontem foi o último episódio da última temporada de #got.

Nunca assisti nenhum episódio. É o tipo de história que me atrai. Mas por algum acidente de percurso não assisti. E está tudo bem :)

Agora sentado para manter meu desafio diário de escrever algo por 100 dias seguidos ("#100days writing"), resolvo abrir um site de notícias pra ver se me inspiro. Percebo que nada avançou. E percebo que a lógica política está errada.

De previdência, nada andou. Políticos bringando para ver quem tem o ego mais inflado. A população às traças. Mais do mesmo.

Reforça a idéia de que devemos correr atrás do nosso. Sempre. O exercício de delegar a alguém nossa confiança de 4 em 4 anos para mudar algo nunca funcionou e nem vai funcionar. Tudo é muito grande e lento.

Quando converso com alguém sobre o assunto e confesso minhas inclinações políticas (nenhuma) comento sobre uma história curiosa: estava na 3a. série, era pelos idos de 1992, e em um exercício em sala acabamos lendo e discutindo um artigo sobre a "despoluição do rio Tietê" e o fato do estado de São Paulo estar recebendo verba internacional do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para fazermos o trabalho de despoluição do rio. Adivinha o que aconteceu?

Robert Kyosaki, autor do best seller Pai Rico, Pai Pobre sempre conta: "Quando você sabe que um político está mentindo? Quando está mexendo a boca."

A cada ano, isso parece mais próximo da realidade.

Dia 9: Gratidão

Quero ser apenas grato pelas pessoas próximas da minha família, principalmente meu filho, minha esposa, mãe e irmã.

Amanhã tenho um lugar pra ir para trabalhar e pessoas que contam comigo pra resolver os problemas diários.

Um novo mercado pra explorar e poder aprender resolver problemas de um jeito novo. Pensar de forma diferente para problemas antigos.

Sou grato por poder ter tudo isso em minha vida hoje.

Dia 8: Maratona de mais de 10 anos

Fico impressionado em pensar sobre a criação do MCU (Marvel Cinematic Universe) e o seu tempo de maturação e conclusão do primeiro ciclo -- mais de 10 anos de corrida...

Lembro do primeiro filme do Homem de Ferro e como era maravilhoso poder ver um super herói Marvel no cinema novamente.

Hoje foi a vez do Vingadores Ultimato. Fui com meu filho, que estava indo assistir pela segunda vez, e ele conseguiu ficar quieto (sem contar o que iria acontecer) a maior parte do filme. Foram 3 horas de tensão e atenção plena.

Pra quantidade de heróis em um único filme, a Marvel fez um trabalho fantástico. Uma preparação de mais de 10 anos para um encerramento fenomenal.

Torço para que os próximos 10 anos sejam tão fantásticos quantos o que se passaram...

E vamos seguir pra que todos nós nos tornemos "Inevitáveis" ;)

Dia 7: Previdência...

Ainda acham que nós brasileiros precisamos de babá ter uma vida digna no momento que chegamos na fase conhecida como terceira idade.

A história da reforma da previdência vai longe. Vai saber se esse ano sairá algo...a única coisa que está claro é que é um plano totalmente sem sentido.

O problema de hoje foi criado ontem, e sobrou pra gente pagar a conta.

Tenho uma opinião bem radical sobre o assunto. Quem sabe um dia compartilho...

Por hoje já deu.... amanhã continuo na jornada da escrita.

#onehundredfuckingdayswritingeveryfuckingday

Dia 6: Agora a brincadeira vai começar

Perto do almoço recebi uma ligação de um cliente perguntando sobre o melhor caminho para abrir a conta bancária da empresa dele. Um banco espanhol que ele havia tentado, negou inicialmente. Mas iria avaliar se era possível a abertura da conta nos próximos dias. Comentei que essa data poderia ser nunca :)

Ontem a noite depois de usar o app do PagSeguro para resolver algumas questões pessoais, percebi que havia um recurso novo chamado PagBank. Depois de tocar no item, ele mostrou um número de agência e conta. Bingo! Vou fazer o cadastro da conta da empresa. Depois de concluir, já era tarde e fui descansar.

Chegando ao escritório no início da tarde, depois da conversa com o cliente abri o app e inseri as informações da empresa que havia cadastrado ontem. E apareceu os dados bancários no mesmo formato que havia visto um dia antes.

Entrei no aplicativo do meu banco e com os dados da empresa, fiz um TED de R$ 50 para testar se era uma conta válida e em seguida fechei o app do banco. Mau havia fechado o app e um alerta do PagSeguro surgiu informando que um novo crédito em minha conta havia sido realizado. Fantástico!

Mais uma etapa foi concluída para que possa sair da matrix financeira em que todos estamos presos. A vida será muito, muito, muito diferente de hoje em diante...

Dia 5: Desbur(r)ocratizar

Nota rápida aos 45 minutos do meu desafio dos 100 dias escrevendo todos os dias.

Hoje descobri que dia 30 de Abril foi publicada a Medida Provisória 881, que é a semente para o Brasil ser um país mais livre. Ainda precisa virar lei pra "valer de verdade". Mas já é um começo.

O novo governo do Brasil está mostrando que podemos voltar a ter muito orgulho do nosso país. Só precisamos esperar pra ver se será definitivo ou não.

Enquanto isso, vamos seguindo com nosso plano infalível de dominar o mundo! ;)

Dia 4: Isso precisa mudar

Hoje pela manhã escutei uma notícia de um banco brasileiro que lançou um app para pessoas que não tem conta bancária.

Na semana passada, fiz minha primeira tentativa de abrir uma conta bancária em 2 bancos digitais. Contarei minha experiência sobre o assunto em breve.

O que posso compartilhar sobre o segundo caso é que apesar de um dos bancos ser digital, ele ainda precisa atender requisitos de algumas leis e por isso, o processo pra abrir a conta é tão burocrático quanto fazer isso pessoalmente. Lógico que isso não tira o mérito desses bancos em não cobrarem as tarifas mensais atualmente sem sentido e ainda incluir no plano mensal alguns serviços muito valiosos, como emissão de boletos ou transferência pra outros bancos, os dois gratuitos.

Acredito que pra 80% das pessoas, esse modelo é mais que suficiente. Construir um relacionamento no início mostrando que o banco, mesmo que digital pode ser confiável, pode gerar muitos frutos a longo prazo. Só falta os bancos acreditarem nisso e avisar os gerentes de que esse deveria ser a melhor forma de se relacionar com os clientes.

O modelo de fintechs (empresas ligadas ao setor financeiro com base tecnológica) tem trazido muitos desafios e quebrado paradigmas intocáveis. Acredito ser um caminho sem volta.

Torço pra que o banco central afrouxe a mão pra esse novo modelo de relacionamento com os bancos novos e antigos. Espertos os antigos bancos que pensam como os novos.

Sempre observei que alguns bancos antigos sempre saem na frente quanto as questões de tecnologia para servir os clientes. Infelizmente somos mau atendidos a muitas décadas. Quando uma inovação chega e resolve um problema verdadeiro nos sentimos acolhidos e felizes.

Enquanto o banco central ainda for o protagonista nesse setor e criar bloqueios para que as inovações sejam implantadas de forma natural e novas empresas entrem no setor financeiro, seremos privados de novas tecnologias que já existem pelo mundo e de pensar em como melhorar nossas vidas e a das nossas famílias.

Isso precisa mudar. Mas ter que ser "ontem"!

Dia 3: As únicas certezas da vida...

Nada é mais certo neste mundo do que a morte e os impostos.
— Benjamin Franklin

Depois de muitos anos inserido no mercado financeiro, seja vendo bolsa, investimentos, relatórios financeiros de empresas publicados a cada trimestre, fazendo contabilidade, lidando com questões fiscais e trabalhistas, etc., posso afirmar que (muito) poucas pessoas entendem como realmente funcionam os impostos.

Seja pela complexidade deles ou por preguiça mental, é um assunto que assusta muita gente. Mas acredito que deveria ser totalmente o contrário. Na minha opnião é um assunto fundamental para aqueles que querem melhorar sua vida financeira. E até para aqueles que não querem saber de nada...mas isso fica pra outro dia ;)

Na época que trabalhava como CLT, a sensação que tinha todas as vezes que recebia o comprovante do meu salário era a mesma do famoso personagem Indiana Jones nesta cena, logo após roubar o ídolo dourado :

Um imposto (como o nome sugere) é o pagamento forçado para o governo de parte dos seus ganhos e ele em troca te fornece educação, saúde, segurança, aposentadoria no final da sua vida de trabalho e outras coisas mais. Parece legal! Mas muitas vezes, o que recebemos acaba frustrando nossas expectativas que vem sendo criadas ao longo de gerações de nossa família. É a velha história de uma mentira contada repetidas vezes se torna uma verdade.

Muita gente acredita que seu governo poderá salvar sua vida. "Porque todos temos que pagar impostos e então o governo vai garantir nossa aposentadoria e uma vida tranquila no futuro". Bobagem!

Ultimamente essa conta está saindo muito cara.

Entender das leis do lugar onde vive pode te ajudar a reduzir essa conta.

Não quero que você não pague impostos, mas fazer isso de forma pensada pode gerar grandes economias para você e muitas famílias por aí.

Estamos no ranking dos 20 países com o maior imposto de renda cobrado das empresas, porém o povo tem a péssima sensação de ver o dinheiro "fugir pelo ralo". Não vejo perspectiva de melhora, nem no longo prazo.

Isso é apenas uma semente sobre coisas que você precisa pensar e por em prática para melhorar sua vida.

Sobre a outra certeza da vida, ninguém nunca voltou pra contar como evitar :s

Dia 2: Feliz dia das Mães

Honrai pai e mãe!

Hoje é o dia de exercer sua honra. Deixar sua mãe (ou qualquer pessoa que tenha criado você) orgulhoso da pessoa que você é hoje.

Hoje é o dia de despertar o seu guerreiro que está adormecido aí dentro. Provar pra todos que sua mãe fez um excelente trabalho.

Quantas pessoas gostariam de poder estar almoçando ou dizer o último "eu te amo" para aquela que já não está mais aqui.

Reflita sobre esse dia e saiba que sempre é o melhor momento pra se desculpar com alguém importante em sua vida ou demostrar todo seu amor verdadeiro. Deixe o seu ego de lado e faça o que precisa ser feito!

Feliz dia das Mães!

Dia 1: Porque começar um desafio de escrever

Achei legal a idéia de um desafio de escrever por 100 dias seguidos.

Muito mais pra me desafiar a me manter no caminho.

Nunca tive grandes amores pela disciplina de escrever, mas hoje vejo que isso é cada vez mais importante, principalmente por desafios que passei recentemente (talvez publique isso durante o desafio) e que preciso começar a fazer um "download" do que está em minha cabeça.

Outra coisa interessante de embarcar nesse desafio foi para me forçar aprender a como usar melhor o Listed do Standard Notes, o meu app de notas.

Parece que não precisarei me preocupar com a tecnologia para publicar minhas idéias. Só preciso escrever no aplicativo do meu celular (android) e pedir pra publicar a nota publicar pelo app web ou desktop, no computador. Pronto! Texto liberado pra todo mundo ver.

Enquanto escrevo, percebo que tenho mais coisas interessantes pra compartilhar do que imaginava.

Vamos ver no que isso vai dar...