Nadismo

Eu queria falar sobre o tempo ocioso. Acho que todos nós já vivenciamos um momento de ócio pelo menos uma vez. Em geral, é muito gostoso ficar sem fazer nada, só vivendo o presente, descansando, relaxando.

Sim, também sentimos falta de produzir. Apesar do ócio ser muito bom, ficar só no ócio não traz satisfação duradoura. Uma hora a gente sente vontade de produzir alguma coisa.

E ser produtivo também é muito bom. Nos traz satisfação ver que estamos construindo e colocando algo no mundo, algo que mais tarde ganha vida e evolui mesmo que seja por um breve intervalo de tempo.

Existe ainda a interseção entre ambos: o ócio criativo. Um pouco menos popular no início, o ócio criativo ganhou muito espaço desde que a internet se popularizou. Cada vez mais plataformas permitem que as pessoas produzam e compartilhem conteúdo, e isso é uma forma de estimular o ócio criativo. Muitas pessoas conseguem fazer dos seus momentos de ócio criativo uma fonte alternativa de renda.

Claro, produzir conteúdo na internet não quer dizer que as pessoas estão praticando o ócio criativo. A grande maioria do que você vai encontrar por aí é lixo. Esse texto que escrevo, por exemplo, pode não lhe servir para nada. Escrever, para mim, ajuda bastante a colocar a cabeça em ordem, mas ler este conteúdo pode não contribuir em nada na sua vida.

Mas o Nadismo, em particular, não requer nada de criatividade, ele está aí apenas para ser praticado.

A prática do Nadismo em si é o seu grande benefício.

Minhas rotinas e as rotinas das pessoas ao meu redor, em geral, fazem nossas vidas bastante atribuladas. Altos níveis de estresse e falta de tempo, a médio e longo prazo, acabam nos furtando os momentos da vida.

O Nadismo é uma chave para combater este problema. Ele pode ser inserido na nossa agenda diária, e praticado com a mesma regularidade com a qual praticamos as nossas outras atividades. A diferença do Nadismo é que ele nos move na direção da recarga e restauração, aliviando tensões e propiciando relaxamento.

Mas, assim como com qualquer outra atividade a ser praticada com regularidade, precisamos ter disciplina para poder manter a prática do Nadismo. Valorizar a atividade também requer de nós certo investimento, pois é muito mais fácil focarmos no trabalho ou em outras prioridades. Precisamos reservar uma parte dos nossos recursos para dar atenção suficiente para a prática do Nadismo.

Tem muita gente por aí que se respeita e sabe parar para curtir um momento a só durante o dia, relaxar e cuidar de si. Para mim isso sempre foi difícil de fazer porque minha criação se deu com outra mentalidade. Mas, com o passar do tempo e diferentes experiências, comecei a perceber que podia de fato mudar isso, e então comecei.

Deixo aqui o convite para você começar a praticar o Nadismo também, especialmente se sua criação também não lhe ajudou a desenvolver esse tipo de cuidado consigo.

Escolha dias e horários na sua semana para não fazer nada, de propósito.

Se de repente você se perceber sob alto nível de estresse, cansaço, irritação ou falta de propósito, pare um momento e pratique uns quinze minutos de Nadismo.


You'll only receive email when they publish something new.

More from Onario